Microestrutura e Propriedades Mecânicas de Liga de Alumínio 1050 na Obtenção de Aerossóis

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
IIId08-046
Cleber Caramatti Machado Rios, C.T.(Universidade Federal do ABC); Machado, C.C.(Universidade Federal do ABC); Gregorio, B.C.(Universidade Federal do ABC); O alumínio comercialmente puro com 99,50% de Al é conhecido como liga 1050 da série 1XXX. Caracteriza-se por exibir elevada condutividade térmica e elétrica, baixa resistência mecânica e boa conformabilidade. Por isso a aplicação da liga 1050 em componentes de sistemas térmicos e elétricos. Outra importante aplicação dessa liga está na área de embalagens de aerossóis, na qual se tem como limitante o conteúdo de ferro durante a extrusão. Nesse sentido, o objetivo principal desse trabalho é comparar a microestrutura de amostras (pastilhas) na condição recozida e encruada com baixos teores de ferro com amostra na condição bruta de fusão. A caracterização estrutural das amostras como fornecidas (pastilhas para extrusão) foi realizada por microscopia óptica e eletrônica de varredura. A caracterização mecânica foi realizada por ensaios de tração e compressão a frio e por medidas de microdureza Vickers. Amostras na condição bruta de fusão, também, foram caracterizadas por microscopia eletrônica de varredura e por ensaio de compressão a frio. Os resultados mostram que a estrutura da amostra como fornecida é constituída de grãos alongados de alumínio da fase alfa e por precipitados finos de forma esferoidal correspondentes a fases intermetálicas do sistema Al-Fe, enquanto que a amostra bruta de fusão possui uma microestrutura constituída de matriz dendrítica e de regiões interdendríticas envolvendo estruturas eutéticas. As amostras na forma de pastilhas apresentaram baixos valores de limite de escoamento e de dureza e elevada ductilidade, combinada, a uma microestrutura refinada. Essas condições favorecem o processo de extrusão por impacto na obtenção de embalagens para aerossóis.
<< Voltar