IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DE INCLUSÕES NÃO METÁLICAS EM AÇOS CARBONO E INOXIDÁVEIS VIA ESPECTROMETRIA DE EMISSÃO ÓPTICA COM SISTEMA SPARK-DAT

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
IIId11-008
Lúrima Uane Soares Faria Faria, L.U.(Centro Universitário do Leste de Minas Gerais); da Silva, J.L.(Centro Universitário do Leste de Minas Gerais); Alvarenga, V.P.(APERAM SOUTH AMERICA); Monteiro, R.C.(APERAM SOUTH AMERICA); Cunha, M.N.(APERAM SOUTH AMERICA); A detecção rápida do surgimento de inclusões durante as etapas de produção do aço permite controle e correções ainda na Aciaria, garantindo a qualidade e aplicação final do produto. Diante disso, este trabalho teve como propósito o desenvolvimento, aplicação e verificação da efetividade de novos métodos de análise de inclusões via espectrometria óptica com sistema Spark-DAT, o qual permite a determinação rápida dos tipos, número e tamanho das inclusões simultaneamente às análises de composição química, já realizadas pela espectrometria óptica tradicional. Por conseguinte, essa técnica representa um avanço na área, complementando os métodos convencionais de microscopia, que não podem ser aplicados em linhas de produção, devido principalmente ao longo tempo requerido para preparação e análise das amostras. A pesquisa foi realizada em parceria com a empresa Aperam South America, sendo utilizado o Espectrômetro Thermo ARL iSpark 8860, e analisadas amostras de aços carbono e inoxidáveis. Para validação dos métodos, os resultados foram comparados com valores padrões de materiais de referência certificados, e com análises por microscopia óptica e eletrônica de varredura, sendo confirmada a confiabilidade do programa Spark-DAT em identificar o conteúdo e o número de inclusões presentes em amostras de aço. Quanto à composição química das inclusões detectadas, houve maior coerência entre as técnicas, se comparado ao número de inclusões, que apresentou certa variabilidade. Entretanto, tais diferenças não são significativas para impedir a aplicação do método.
<< Voltar