Reciclagem da lama de alto forno proveniente da atividade siderúrgica no estado do Pará para composição mássica de telhas.

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
In08-009
Roberto de Sousa Cruz Junior de Jesus, G.E.(Universidade Federal do Pará); Costa, R.d.(Universidade Federal do Pará); Junior, R.d.(Universidade Federal do Pará); Monteiro, S.N.(Instituto Militar de Engenharia); Silva, A.C.(Universidade Federal do Pará); Cândido, V.S.(Universidade Federal do Pará); A utilização de resíduos na composição mássica argilosa para produção de peças cerâmicas tem sido amplamente estudada, pois tem se observado uma melhora significativa nas propriedades químicas e físicas dos materiais finais. Assim este estudo tem por objetivo realizar a caracterização da lama de alto forno proveniente de atividades siderúrgicas e avaliar sua aplicabilidade em cerâmica vermelha através de peças incorporadas com diferentes percentuais do resíduo. O resíduo e a argila foram inicialmente beneficiados a fim de diminuir o tamanho das partículas e, posteriormente, passados em peneira com abertura de malha igual a 80 mesh. Foram elaboradas quatro composições, correspondentes à incorporação do resíduo na massa argilosa, nos seguintes percentuais 0, 5, 10 e 15% em peso de lama de alto forno adicionada à mistura de argila forte e fraca. As peças cerâmicas foram queimadas a uma temperatura de 750°C. Em seguida, foram feitos ensaios físicos e mecânicos nas peças sinterizadas. A região da fratura foi analisada por microscopia eletrônica de varredura. Os resultados mostraram que a lama de alto forno é constituída predominantemente por compostos de ferro e que a incorporação de 5 % em peso do resíduo apresentou um melhor desempenho tecnológico como uma maior resistência a flexão. Dessa forma, a caracterização da lama de alto forno mostrou que esse resíduo apresenta-se como um potencial constituinte mássico cerâmico e que os elevados teores de óxido ferro podem contribuir para melhorar a cor dos produtos finais.
<< Voltar