Estudo da atividade pozolânica do resíduo de fibra de vidro

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
IIn13-007
Lais Cristina Barbosa Costa Elói, F.P.(Universidade Federal de Ouro Preto); Costa, L.C.(Universidade Federal de Ouro Preto); Silva, K.D.(Universidade Federal de Ouro Preto); Peixoto, R.A.(Universidade Federal de Ouro Preto); Brigolini, G.J.(Universidade Federal de Ouro Preto); Moura, S.L.(Universidade Federal de Ouro Preto); A indústria da construção civil é um dos maiores consumidores de energia e recursos naturais, além de ser um dos grandes responsáveis pela emissão de gases do efeito estufa. Diversas pesquisas ao longo dos anos focaram no desenvolvimento sustentável da indústria, principalmente acerca da produção do cimento Portland. Uma das formas de minimizar os impactos ambientais gerados na produção do clínquer do cimento é o emprego de adições minerais, como as pozolanas. As pozolanas são materiais finamente moídos que na presença de água reagem com hidróxido de cálcio formando silicatos de cálcio hidratados adicionais, similares aos formados na hidratação do Cimento Portland. O presente trabalho visa o estudo da atividade pozolânica do resíduo de fibra de vidro através de métodos diretos e indiretos. O resíduo foi previamente processado, seco em estufa, triturado e moído em moinho de facas e de bolas. Posteriormente foi química, física, mineralógica e morfologicamente caracterizado. Os métodos diretos adotados, realizados em pastas de cimento Portland, foram a análise térmica simultânea e a análise quantitativa por difração de raios-X, utilizando o método de Rietveld. Os métodos indiretos foram ensaio de condutividade elétrica proposto por Luxán, índice normativo de atividade pozolânica com cimento Portland e com cal. Das amostras empregadas no índice de atividade com cimento foram realizados ensaios de microscopia eletrônica de varredura para avaliar a possível contribuição de reforço por fibras. As argamassas com fibra de vidro apresentaram uma redução nos teores de hidróxido de cálcio e de carbonato de cálcio, fatores relacionados a atividade pozolânica. No entanto, as propriedades mecânicas sofreram redução na resistência mecânica, possivelmente relacionadas ao aumento da porosidade apresentada nas argamassas.
<< Voltar